OBSERVAR A COR DO VINHO – examinado a cor do vinho, podemos suspeitar se o vinho está turvo, podemos identificar ainda se é um vinho jovem ou vinho de passagem de barril. Os traços e bordas conferem a cor que vai do púrpura ao castanho que indica se o vinho passou em barril. Algumas uvas são bem definidas na cor e com a prática, pode desvendar a uva. Turbidez, sedimentos também são avaliados. Um vinho turvo provavelmente estará danificado.

TRAVAR O VINHO NA BOCA – as papilas gustativas tem sensores que mostram sensações de doçura, acidez, amargor e etc. No vinho tinto um aspecto que avaliamos importantíssimo é a tanicidade, é a sensação similar a fruta com cica. Embora seja uma sensação esperada no vinho, deve ser domado porque demasiadamente é desagradável. É de costume ainda, ao mesmo tempo que se trava o vinho na boca, abrir a boca cuidadosamente e aspirar o ar. Vale ressaltar que não é uma tarefa fácil, com o tempo vai tomando habilidades e virando um ritual.

COMPRAR ACESSÓRIOS DE VINHOS – tão importante como ter taças adequados é se equipar com utensílios que agregam a qualidade do vinho, como: decanter, airador, saca rolhas, sabre (espada com lamina para degolar a boca do vinho), adega climatizada .

OBSERVAR OS RÓTULOS – algumas informações são claras na leitura do rótulos, o que mais se destaca é a porcentagem de teor alcóolico e uvas.

BEBER ÁGUA – é uma falha não beber água, devemos servir junto ao vinho a água abundantemente em jarros e a taça de água deve estar exposta ao lado da taça de vinho. A água ajuda na absorção do álcool, reduzindo os efeitos de embriaguez.

HARMONIZAÇÃO DO VINHO COM COMIDA – confesso que sou viciada em fazer isso, quero dizer que toda vez que vejo ou como, penso que vinho combina com o prato. Claro que as vezes isso não funciona na prática porque vinho é prazer e não podemos se prender a isso, mas é um hobby pensar no vinho ideal para o vinho.

Várias outros hábitos são utilizados, mas errar na escolha do vinho ou até harmonizar errado, faz parte do aprendizado. O mais importante é estar aberto a experiências e provar o máximo que puder.

É prazeroso quando aprendemos a escolher o vinho que expressa melhor as suas preferências de sabor. Então pratique bastante, de preferência junto a boas companhias e brinde sempre a vida! Salute e boas festas!

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Go top